As análises clínicas são meios complementares de diagnóstico que permitem ao médico confirmar ou excluir um diagnóstico.
Podem também ser feitas, como exames de rotina e como vigilância periódica do seu estado de saúde.
São também importantes como verificação de alterações analíticas anteriores e como seguimento de terapêutica, como por exemplo a monitorização da glicémia na diabetes ou do INR no doentes que tomam anticoagulantes orais.
A partir dos 50 anos deve fazer análises com maior frequência, em princípio anualmente.
Não, o Laboratório executa todos os exames que o doente pretender sem necessidade de credencial médica.
Temos disponíveis vários perfis de análises para rotina ou para estudo de problemas específicos que podem ser feitos a preços acessíveis.
No entanto a interpretação e integração dos resultados na história clínica do doente deve ser efectuada pelo seu médico assistente.
Não, mas para fazer análises comuns como glicémia, colesterol ou triglicéridos é obrigatório jejum.
Informe-se previamente no Laboratório sobre as condições de colheita.
Sim, se tiver urgência ou se for conveniente pode contactar ou dirigie-se ao laboratório central para fazer a colheita, desde que sejam cumpridos os requisitos para as análises que pretende efectuar.
A escolha do Laboratório é livre e tem como base a confiança que o doente tem na qualidade dos resultados.
Sugerimos que escolha um laboratório de proximidade e com garantia de qualidade dada por uma entidade certificadora.
O nosso Laboratório tem Certificação pela entidade IPAC desde 2007.
Isso significa que é sujeito anualmente a inspecções aos ensaios, calibrações, procedimentos de boas práticas laboratoriais e resultados dos controles de qualidade para garantir a Qualidade e reprodutibilidade dos resultados.
A colheita em si demora apenas uns segundos. No total com o tempo de inscrição e colheita demorará cerca de 15 minutos.
A maioria dos medicamentos não interfere.
Se está a tomar antibiótico pode inibir o crescimento de bactérias e por isso , se tiver uma urocultura para fazer deve colher a urina antes de iniciar o antibiótico.
O ácido acetilsalicílico, a vulgar aspirina, não altera o INR porque a sua acção na coagulação é antiagregante plaquetário e não no mecanismo da coagulação.
Não é preciso marcar as análises mas é conveniente consultar o Laboratório para saber se há alguma colheita que precise de jejum ou que seja feita nalgum dia especial
.As colheitas no Domicílio devem ser marcadas telefonicamente ou por e-mail.
Torna mais rápido o atendimento visto que os seus dados pessoais ficam imediatamente disponíveis.
No cartão de utente também consta o Grupo Sanguíneo se essa análise já tiver sido feita no nosso laboratório.
Deve avisar o técnico antes da colheita para que este tome as devidas precauções.
Pode também pedir para fazer a colheita deitado.
A maioria das análises ficam prontas em 24-48 horas.
Algumas podem demorar mais e será avisado da data de entrega no acto de inscrição.
Sim, para isso deve pedir essa entrega no acto de inscrição e ficará com uma password no talão de entrega de análises.
Os nossos Técnicos especializados estão sempre disponíveis para esclarecer dúvidas.
Sim , pode contaminar a urina com sangue.
Se for urgente, a urina pode ser colhida, adoptando-se dois cuidados: assepsia na colheita e o uso de tampão vaginal, para o sangue menstrual não se misturar com a urina.
Não, desde que obedeça ao tempo estipulado de jejum podem ser colhidos a qualquer hora.
O envio por e-mail deve pedido no momento da abertura da ficha para que lhe seja entregue no talão de levantamento das análises.
Também podemos enviar os resultados por email para o médico assistente se o doente o desejar.
O envio por fax ou correio deve ser solicitado também no acto de inscrição.
Os resultados podem ser dados ao doente ou médico assistente por telefone somente pelo médico ou farmacêutico do laboratório.